segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

ATIVIDADE INTERDISCIPLINAR: TEMPO DE PROTESTOS

O texto "Tempo de Protesto" foi o primeiro trabalhado, por mim, este ano, com os meus alunos de 8º ano. Além de ser um texto que lhe permite pensar questões que consolidem habilidades já trabalhadas, possibilita, sobretudo, por ser bastante atual, um bom trabalho INTERDISCIPLINAR, à medida em a linguagem passa a dialogar com disciplinas como geografia, história, ensino religioso, por exemplo.

É importante, a meu ver, que os professores sugiram aos alunos assistirem à televisão para estarem a par dos protestos que têm tomado o mundo árabe, principalmente, o caso da Tunísia e do Egito. Além de discussões em torno da geopolítica mesmo dessa área, a questão da tolerância religiosa pode e deve ser discutida. A formação de uma visão crítica do adolescente no mundo contemporâneo, ou seja, no caso brasileiro, como o jovem vem se formando (ou não) politicamente? Qual a participação dele nas mudanças do país? Essa geração hiperplugada tem lidado de que maneira com o excesso de estímulos que recebe via mundo tecnológico?

Outro aspecto interessante a ser tratado, diz respeito à dimensão que as redes sociais vêm assumindo em protestos como o ocorrido no Egito. No Brasil, a que servem Facebook, Orkut, msn, sms, e por aí vai...?

Talvez seja o caso (eu utilizei esse método) de projetar para os alunos imagens de alguns movimentos relevantes na história.

Em relação à linguagem, especificamente, algumas questões devem ser observadas:

- Faz-se necessário discutir com os alunos a estrutura do gênero. Trabalhar a "chamada", o lead - suas configurações, a necessidade de ser conciso nesses momentos, mas, por outro lado, enfático; não se usar artigos ao construí-los; antecipar ao leitor a temática, sem detalhar.

- Não se pode esquecer, também, de trabalhar, amiúde, as representações do destinatário do texto e as implicações do SUPORTE no processo de leitura e análise. Ou seja, a partir do momento em que você explica o que é o SUPORTE, que a Folhateen é um caderno voltado para adolescentes, você está ajudando-os a entender que aquele texto tem como destinatário previsto o adolescente. Por mais que a matéria aborde temas de natureza política, o público previsto é o adolescente, daí o caderno escolhido.

- Leve os alunos a mapearem outras pistas no texto que confirmem essa hipótese. A esse respeito, tem-se a linguagem informal, as marcas linguísticas que evidenciam o locutor/interlocutor, a idade dos entrevistados, entre outros aspectos.

- Outras habilidades sobre as quais o texto se debruça são a construção de inferências, que fica clara na questão que trata das redes sociais; o estabelecimento de relações lógico discursivas e retomadas de informações dadas. Essas habilidades ficam evidenciadas nas questões que pedem aos alunos que EXPLIQUEM "a que isso se refere", "a que causa se refere", "o que é papo de velho".

- Dentre todas as questões, talvez a 05 A apresente o nível maior de complexidade, porque, neste caso, o aluno terá que fazer mais de uma operação mental para concluir. Primeiro, ele deve entender que o Movimento Passe livre, por ser apartidário, não está vinculado a nenhum partido político. Portanto, o conhecimento do significado de "apartidário" é crucial aí. Em seguida, ele deve ficar atento ao fato de haver a presença ostensiva de bandeiras de partidos políticos nas manifestações. Só aí então, ele será capaz de perceber a SUGESTÃO de contradição que fica estabelecida, qual seja, se o movimento é apartidário, porque tantas bandeiras de partidos políticos? Sem dúvida, não é uma questão fácil de ser trabalhada, deve ser feitas em "pedacinhos", discutida em "parcelas", para, então, chegar-se a um resultado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário